Subscribe:

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Marcas de uma igreja saudável: Marca 6 - Uma Compreensão Bíblica quanto à Membresia da Igreja

Mark Dever
md008.jpg (29K) - Canossa
Há um sentido em que o que nós conhecemos hoje como "membresia de igreja" não é bíblico. Não temos nenhum registro de um cristão do primeiro século que vivia, por exemplo, em Jerusalém Central e aí precisasse decidir se deveria se envolver com uma assembléia particular de cristãos em vez de alguma outra. Até onde podemos perceber, não havia troca-troca de igrejas porque só havia uma igreja em uma determinada comunidade. Nesse sentido, não sabemos de nenhum rol de membros de igreja no Novo Testamento. Mas existem listas de pessoas ligadas de alguma forma à igreja no Novo Testamento. Temos tanto as listas de viúvas sustentadas pela igreja (1 Timóteo 5) quanto os nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro (Filipenses 4:3; Apocalipse 21:27). E há passagens no Novo Testamento que apontam para definição e limites claros à membresia de uma igreja. As igrejas sabiam quem compunha o seu rol de membros. Por exemplo, as cartas de Paulo para a igreja de Corinto mostram que alguns indivíduos seriam excluídos (por exemplo, 1 Coríntios 5) e que alguns seriam incluídos (por exemplo, 2 Coríntios 2). Nesse segundo exemplo, Paulo menciona até mesmo uma "maioria" das pessoas (2 Coríntios 2:6) que são citadas como tendo infligido a “punição" de exclusão da igreja. Essa "maioria" só poderia estar se referindo a uma maioria do grupo das pessoas que foram reconhecidas como membros da igreja.
A prática da membresia de igreja entre cristãos desenvolveu-se como uma tentativa para nos ajudar a perceber um ao outro em responsabilidade e amor. Identificando-nos com uma igreja particular, permitimos que os pastores e demais membros daquela igreja local saibam que nós pretendemos manter um compromisso na freqüência, na oferta, na oração e no serviço. Nós ampliamos as expectativas de outros em relação a nós mesmos nessas áreas, e tornamos claro que estamos sob a responsabilidade desta igreja local. Nós asseguramos a igreja quanto ao nosso compromisso com Cristo ao servir com eles, e pedimos o compromisso deles quanto a nos servir em amor e nos encorajar em nosso discipulado.
Neste sentido, a membresia é uma idéia bíblica. Dentre outras coisas, procede do uso que Paulo faz da imagem do corpo para a igreja local. Procede de Cristo nos salvando por Sua graça e colocando-nos nas igrejas para servi-lO em amor enquanto servimos uns aos outros. Procede de nossas obrigações mútuas expressas nas passagens das Escrituras que falam sobre "juntos" e "uns aos outros". Tudo isso está encapsulado no pacto de uma igreja saudável.
Não deveria ser nenhuma surpresa que quando se traz a visão quanto ao evangelismo, conversão e Evangelho para mais para perto da Bíblia há implicações quanto à forma como se concebe a membresia de igreja. Quando isso ocorre começamos a ver a membresia menos como uma ligação frouxa eventualmente útil e mais como uma responsabilidade regular que envolve as vidas uns dos outros para o progresso do evangelho.
"Membros descompromissados confundem tanto os verdadeiros membros quanto os não-cristãos sobre o que significa ser cristão. E os membros "ativos" não fazem nenhum bem aos voluntariamente "inativos" quando lhes permitem permanecer como membros da igreja; porque a membresia é o endosso corporativo da igreja quanto à salvação de uma pessoa."
Não é nada incomum haver um abismo entre o rol de membros de uma igreja e o número de pessoas ativamente envolvidas. Imagine uma igreja de 3.000 membros com uma freqüência regular de apenas 600. Temo que, infelizmente, muitos pastores evangélicos hoje se orgulham mais da membresia declarada do que se incomodam com a baixa freqüência. De acordo com um recente estudo da Convenção Batista do Sul, isto é normal nas igrejas da denominação. A igreja batista do sul típica tem 233 membros e 70 pessoas no culto dominical matutino. Será que a nossa igreja está em melhor estado? Que congregações têm orçamentos que igualam – para não dizer excedem - 10% das rendas anuais combinadas dos seus membros?
Com exceção dos casos em que há limitações físicas que impedem a freqüência ou problemas financeiros que impedem a oferta, esta situação não sugere que a membresia vem sendo apresentada como não necessariamente requerendo envolvimento? Afinal o que este número de membros significa? Números escritos podem tornar-se ídolos tão facilmente quanto imagens esculpidas - talvez até mais facilmente. Entretanto será Deus que um dia avaliará nossas vidas, e Ele verificará o peso do nosso trabalho, creio eu, em vez de contar nossos números. Se a igreja é um edifício, então nós devemos ser tijolos nele; se a igreja é um corpo, então nós somos seus membros; se a igreja é a família da fé, presume-se que nós fazemos parte dessa família. Ovelhas permanecem no rebanho, e ramos na videira. Biblicamente, se uma pessoa é cristã ela precisa ser membro de uma igreja. Deixando os aspectos particulares de lado - se o rol de membros é mantido em fichários ou em discos de computador – o certo é que não devemos deixar de congregar-nos (Hebreus 10:25). Esta condição de membro não é um simples registro de uma declaração que fizemos uma vez no passado ou o apego a um lugar familiar. Deve ser o reflexo de um compromisso vivo, ou então é inútil e até mesmo pior que inútil: é uma condição perigosa.
Membros descompromissados confundem tanto os verdadeiros membros quanto os não-cristãos sobre o que significa ser cristão. E os membros "ativos" não fazem nenhum bem aos voluntariamente "inativos" quando lhes permitem permanecer como membros da igreja; porque a membresia é o endosso corporativo da igreja quanto à salvação de uma pessoa. Mais uma vez, isto deve ser claramente entendido: a membresia em uma igreja é o testemunho corporativo daquela igreja quanto à salvação do membro individual. Entretanto, como pode uma congregação testemunhar honestamente que alguém invisível para ela está correndo a corrida com fidelidade? Se membros deixaram nossa companhia e não foram para alguma outra igreja bíblica, que evidência nós podemos fornecer de que eles alguma vez fizeram parte de nós? Não necessariamente nós sabemos se tais pessoas descompromissadas são ou não cristãs; nós simplesmente não podemos afirmar que elas são. Nós não precisamos lhes dizer que nós sabemos que elas vão para Inferno, nós só não podemos lhes dizer que nós sabemos que eles vão para o Céu.
"Jamais deveríamos permitir às pessoas permanecerem no rol de membros de nossas igrejas por razões sentimentais. Biblicamente falando, tal membresia não é membresia alguma."
Para que uma igreja pratique uma membresia eclesiástica bíblica não é preciso perfeição, mas honestidade. Não pede decisões nuas e cruas, mas um verdadeiro discipulado. Não é composto somente de experiências individuais, mas de afirmações corporativas daqueles que estão em aliança com Deus e uns com os outros. Pessoalmente, eu espero ver os números da membresia da igreja em que sirvo tornando-se mais significativos, de tal forma que todos os que são membros de nome tornem-se membros de verdade. Para muitos, isto significou ter seus nomes removidos de nosso rol (mas não de nossos corações). Para outros, significou um compromisso renovado com a vida de nossa igreja. Novos membros estão sendo instruídos na fé e na vida de nossa igreja. Muitos de nossos membros antigos precisam de instrução semelhante e de encorajamento. Conforme fomos nos tornando a Igreja Batista saudável que éramos historicamente, nossa freqüência voltou a exceder o número de membros mais uma vez. Certamente este deveria ser o seu desejo para a sua igreja também.
A recuperação de uma cuidadosa de membresia de igreja trará muitos benefícios. Tornará o nosso testemunho aos não-cristãos mais claro. Também ficará mais difícil para a ovelha mais fraca vaguear longe do aprisco, enquanto ainda se considera ovelha. Auxiliará a dar forma e foco ao discipulado de cristãos mais maduros. Ajudará nossos líderes eclesiásticos a saberem com mais precisão por quem eles são responsáveis. E em tudo isso, Deus será glorificado.
Ore para que a o rol de membros das igrejas passe a ser algo mais do que é atualmente, de forma que nós possamos conhecer melhor por quem nós somos responsáveis, para possamos orar por eles, encorajá-los e desafiá-los. Jamais deveríamos permitir às pessoas permanecerem no rol de membros de nossas igrejas por razões sentimentais. Biblicamente falando, tal membresia não é membresia alguma. No pacto de nossa igreja nós nos comprometemos a "Caso nos mudemos deste lugar para outro, iremos procurar o mais rápido possível alguma outra igreja onde possamos colocar em prática o espírito deste pacto e os princípios da Palavra de Deus." Esse compromisso é parte integrante de um discipulado saudável, particularmente em nossos dias altamente transientes.
Ser membro de uma igreja significa ser incorporado de forma prática no corpo de Cristo. Significa viajarmos juntos como estrangeiros e peregrinos neste mundo enquanto caminhamos rumo ao nosso lar celestial. Certamente outra marca de uma igreja saudável é uma compreensão bíblica quanto à membresia de igreja.

Assembleia de Deus em Jaçanã realiza trabalhos com crianças.










Sobe a coordenação Missionária Betanea Dantas, um grande Trabalho evangelístico e de atendimento social, vem sendo desenvolvido através da Assembleia de Deus na cidade de Jaçanã e na zona Rural. Uma equipe compromissada com as atividades, tem avançado com este trabalho estratégico, que tem trazido resultados grandiosos. Pais que não gostavam dos evangélicos, aceitaram Jesus, através destas atividades muitas outras pessoas passaram  frequentar o seguimento Evangélico através destes e de outros exemplos.







O Cristianismo na América: Estados Unidos, Brasil, México

Ética Cristianismo

América é o continente com maior número do Cristãos. Os Cristãos que vivem na América representam  37% dos Cristãos em todo o mundo.
Os três países americanos com as maiores populações cristãs, também têm as três maiores populações cristãs no mundo:


Os 10 países do Continente Américano com o maior número do Cristãos são: (Estados Unidos, Brasil, México, ColômbiaArgentinaPeruVenezuelaCanadá,Chile e Guatemala) em conjunto são o lar de um terço (33%) de todos os cristãos mundo..
Tradições cristãs em América (Dados em milhões do pessoas, 2010)


Clique aqui e veja o cristianismo na América.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Preso líder de seita demoníaca que estuprava menores

Meninas faziam invocações, bebiam sangue de animais e matar um desafeto A Polícia Civil do Amazonas apresentou Renato Reis Fragata,...
Preso líder de seita demoníaca que estuprava menores
Meninas faziam invocações, bebiam sangue de animais e matar um desafeto
A Polícia Civil do Amazonas apresentou Renato Reis Fragata, 30 anos, como o líder de uma seita demoníaca. Ele é suspeito de ter violentado mais de 70 adolescentes, além de obriga-las a participar de rituais de magia negra.
Os crimes ocorreram nas cidades de Parintins e Iranduba, e foram desvendados após algumas vítimas fazerem denúncias. As adolescentes envolvidas têm entre 13 e 17 anos. O suspeito admitiu que teve relações sexuais, mas que era consensual. Ele conta que se aproximava das jovens na porta das escolas e fazia contatos por redes sociais. Diante dos repórteres limitou-se a dizer: “Eu represento Lúcifer na terra”.
Paulo Mavignier, delegado titular de Iranduba, relata: “Motivadas pela curiosidade, essas garotas acabavam aceitando participar do grupo satânico. Ele, então, repassava orações satanistas baixadas da internet para as vítimas e realizava rituais de iniciação. Para evoluírem na seita, as meninas tinham que fazer duelo de orações, beber sangue de animais, matar um desafeto e, por fim, manter relações sexuais com ele. Segundo o depoimento do Renato e de algumas vítimas, ao fazer sexo com ele, as garotas receberiam o poder que ele dizia ter, transformando essas meninas em bruxas”. Não há comprovações que nenhuma delas tenha cometido um homicídio, mas admitem terem seguido os rituais.
Em depoimento à polícia, ficou confirmado que ele manteve relações sexuais com 13 garotas em Iranduba e mais de 60 em Parintins. Algumas vezes, o contato sexual era feito nos cemitérios das cidades.
seitademoniaca Preso líder de seita demoníaca que estuprava menoresRENATO REIS FRAGATA
Renato vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável, corrupção de menores e por divulgação de material pornográfico de adolescentes. A polícia investiga um caso de aborto realizado pelo suspeito.
“Uma das meninas engravidou de outro homem e o próprio Renato acabou realizando um procedimento de aborto. Segundo ele, o aborto teria sido feito através de uma oração, mas isso ainda estamos investigando”, esclarece o delegado Mavignier.
Com informações de Terra Em Tempo

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Jovens da Assembleia de Deus em Jaçanã realizaram ultimo culto em 2014.


Pastor Miguel Levy preletor da noite

Presidentes de mocidade Edigar ao centro, Janaina Andrade a direita 1ª vice presidente e Sandro Effson 2º vice presidente da mocidade.

Conjunto Adoradores de Cristo





Pablo Rubson.

No ultimo domingo, aconteceu o ultimo culto de mocidade em 2014, como sempre a Igreja lotada, o culto religioso, contou com a presença do Pastor Miguel Lvevy, que é membro da Assembleia de Deus Bom Retiro e é membro do Moto Club Fé na Estrada, ainda é integrante dos Gideões Missionários Internacional. Miguel Levy foi o preletor da naite, trazendo uma mensagem sobre a 
sensibilidade humana. No culto  estava presente o Conjunto Adoradores de Cristo formado por jovens da AD JAÇANÃ além do jovem cantor Herison. Durante o culto ainda foi visto o jovem Pablo Rubson fazendo uma introdução do seu testemunho. O culto foi dirigido pelo presidente da Mocidade Edigar, Janaina Andrade e Sandro Effson. Estavam presente o Pastor José Jofe Dantas e sua esposa a Missionária Betanea Dantas e parte do corpo de obreiros










Fonte
EdigarAbencoado


Igreja entrega uma Bíblia para cada morador de cidade paulista

Membros da Assembleia de Deus em Arujá viajaram oito horas para cumprir propósito
Igreja entrega uma Bíblia para cada morador de cidade paulista
Até pouco tempo detentora do título de cidade com menos habitantes do Brasil, a pequena Borá, no interior de São Paulo, recebeu no fim de semana um grupo de visitantes que levou uma Bíblia para cada um dos seus 835 habitantes.
A iniciativa foi da Igreja Evangélica Assembléia de Deus – Ministério Jesus para o Mundo, localizada em Arujá, na região metropolitana de São Paulo. Borá recentemente ganhou novos habitantes e perdeu o título de cidade com menos habitantes do Brasil: hoje é a menor cidade em habitantes do Estado de São Paulo.
Quando a igreja decidiu pela missão, Borá ainda era a menor cidade do Brasil em número de habitantes. Mas o grupo aruajense manteve a meta de levar as bíblias para cada morador da cidade interiorana que eles já haviam adotado em oração.
uma biblia pra cada 2 Igreja entrega uma Bíblia para cada morador de cidade paulista
Voluntários do Ministério Jesus para o Mundo.
Os doze voluntários da missão enfrentaram uma viagem de mais de oito horas de estrada para chegar em Borá. Lá, se depararam com um Sol inclemente. Mas nada desanimou o grupo que cumpriu com excelência a missão.
Mesmo as casinhas de madeira mais afastadas na zona rural foram alcançadas pelos voluntários de Arujá. Em cada residência, foram entregues bíblias diferentes para cada morador: rosa para as mulheres, azuis para os homens e infantis para as crianças.
De acordo com o pastor Adilson Araújo, titular da Evangélica Assembléia de Deus – Ministério Jesus para o Mundo, a iniciativa não gerou nenhum lucro para a igreja que levantou os recursos para a missão com voluntários e colaboradores.












terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Número recorde de judeus convertidos a Jesus em Israel


Missões focadas em apresentar Yeshua como Messias se multiplicam
Número recorde de judeus convertidos a Jesus em IsraelNas últimas décadas, o judaísmo messiânico, movimento de judeus que aceitaram Yeshua (Jesus) como Messias, vem crescendo de forma constante, especialmente nos Estados Unidos. A maioria deles continua mantendo as tradições do judaísmo, desagradando os judeus praticantes e muitas vezes alguns segmentos cristãos.
Estudiosos do assunto asseguram que o movimento se fortaleceu quando Israel se tornou uma nação novamente em 1948. Sua atuação em solo israelense sempre foi difícil, mas diferentes ministérios tem tido sucesso no alcance de judeus.
As missões focadas em apresentar Yeshua como Messias existem há décadas, mas vem se multiplicando: King of Kings, Centro Caspari, Judeus para Jesus, The Christian Jew Foundation, Chosen People Ministries, Joseph Storehouse, Christian Witness to Israel, Fundação Jewish Christian, e Maoz, entre outras menos conhecidas, têm centenas de testemunhos sobre judeus convertidos nos últimos 20 anos.
O trabalho evangelístico em Israel está sendo realizado através de congregações messiânicas locais. Os maiores estão em Tiberias, K’far Saba, Netanya, Jerusalém e Joffa. Existem mais de 150 congregações. O maior índice de conversão está entre os judeus que imigraram de países da antiga União Soviética. O crescimento no número de judeus que têm “voltado para casa”, faz com que messiânicos de diferentes países fortaleçam as comunidades já existentes.
Esse aumento no número de participantes não passou despercebido pelos grupos religiosos tradicionais da nação israelense. Seu trabalho de ação social, incluindo apoio aos que tiveram perdas durante as guerras com o Líbano e com o Hamas. Por causa da doação de alimentos, roupas, remédios e outros suprimentos faz com que eles sejam bem aceitos pelos judeus em geral.
A maioria dos pastores dessas igrejas messiânicas em Israel contam das dificuldades que passam, mas acreditam que está acontecendo uma transformação nos dias de hoje. Aumentou o reconhecimento e aceitação dos messiânicos. Relatam ainda que tantos conflitos políticos e religiosos na região geram uma busca por respostas, que abrem portas para que a boa nova seja espalhada.
O rabino messiânico Barry Rubin relata que “Hoje, os cidadãos israelitas estão mais abertos para falar sobre Yeshua e considerar seriamente a possibilidade de que ele realmente é o Messias”. Ele acha difícil estabelecer com certeza o número de judeus que seguem a Jesus, pois em muitas famílias a pressão continua grande.  Ainda há casos de perseguição severa.
Estatísticas de 2013, apontam que o número de judeus messiânicos em todo o mundo já passa de 300.000. Destes, aproximadamente 20.000 vivem atualmente em Israel. Registros oficiais indicam que é um número recorde. Existiam no país menos de 100 judeus messiânicos conhecidos em 1948, eram 250 em 1967, em 1987 chegaram a 3.000, em 1997 a comunidade cresceu para 5.000, ultrapassando 15.000 em 2008. Com informações Protestante Digital, Charisma News e Jewish Israel

sábado, 6 de dezembro de 2014

IEADERN promove novo remanejamento de obreiros

IEADERN
A Igreja Evangélica Assembleia de Deus no RN (IEADERN), através do seu Pastor Presidente, Pr. Martim Alves da Silva, estará promovendo remanejamento de obreiros no período de 02 a 04 deste, nas seguintes localidades, conforme abaixo relacionado:
Terça, dia 02:
Pr. Itonilson Veras – Deixará a AD em Severiano Melo-RN, e será empossado na AD em Bela Vista, distrito de Tibau do Sul-RN, campo eclesiástico de Goianinha-RN;
206317_311182685656558_1031025148_n
(AD Bela Vista)
Quarta, dia 03:
Pr. “Charlles” Oliveira – Deixará a AD em Venha-Ver-RN, e será empossado na AD em Severiano Melo-RN, campo eclesiástico de Mossoró-RN;
IEADERN-Severiano-Melo
(AD Severiano Melo)
Quinta, dia 04;
Pr. Ricardo Dantas – Deixará a AD em Água Nova-RN, e será empossado na AD em Venha-Ver-RN, campo eclesiástico de São Miguel-RN.
P231112_1228_thumb
(AD Venha-Ver)

Conheça a História da Biblia

Dia da Bíblia 2012 - SBB
Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, que incluiu a data no livro de orações do Rei Eduardo VI. O Dia da Bíblia é um dia especial, e foi criado para que a população intercedesse em favor da leitura da Bíblia. No Brasil a data começou a ser celebrada em 1850, quando chegaram da Europa e EUA os primeiros missionários evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em 1948, no Monumento do Ipiranga, em São Paulo (SP). 

E, graças ao trabalho de divulgação das Escrituras Sagradas, desempenhado pela entidade, o Dia da Bíblia passou a ser comemorado não só no segundo domingo de dezembro, mas também ao longo de todas a semana que antecede a data. Desde dezembro de 2001, essa comemoração tão especial passou a integrar o calendário oficial do país, graças à Lei Federal 10.335, que instituiu a celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional. 

Hoje, as celebrações se intensificaram e diversificaram. Realização de cultos, carreatas, shows, maratonas de leitura bíblica, exposições bíblicas, construção de monumentos à Bíblia e distribuição maciça de Escrituras são algumas das formas que os cristãos encontraram de agradecer a Deus por esse alimento para a vida.

Pastor do Gideões Missionário, pregará em culto de mocidade da AD JAÇANÃ neste domingo 7.



O pastor Miguel Levy estará pregando num grande culto de mocidade na AD JAÇANÃ, o culto acontecerá neste domingo 7, ainda estará presente o jovem cantor Herison.

JAÇANÃ: Dia do Evangélico em Jaçanã, foi marcado por muito almas e vidas rendendo-se aos pés de Jesus.



Primeira comemoração oficial do dia do Evangélico em Jaçanã, foi marcado, por um verdadeiro impacto na cidade. Aconteceram evangelismos, trabalhos sociais, Marcha para Jesus e o encerramento com uma grande cruzada.
Uma grande equipe de irmãos vinda de Pirangi Natal liderada pelo Pastor Manassés, realizaram uma grande trabalho ao lado de nossos obreiros e jovens, Jovens da Igreja Congregacional e Igreja de Cristo no Brasil, assumiram outra parte da cidade num esforço de evangelisar a população.
A noite não foi diferente, uma grande multidão, concentrou-se em frente ao mercado publico, para um momento especial momento de muito louvor e adoração, onde o grande coral do IJATEC fez uma linda apresentação. As bandas, Atos, Adoradores de Cristo, conjunto de senhoras da Assembleia de Deus em Jaçanã, Congregacional louvaram no poder de Deus. Fica este registro histórico nesta cidade.










Crianças cristãs são decapitadas por não negarem a Jesus

Pastor relata que é impossível cristãos viveram sob o regime do Estado Islâmico
Crianças cristãs são decapitadas por não negarem a Jesus
Quatro crianças iraquianas deram um exemplo de amor por Jesus mesmo diante da possibilidade da morte. Quando os muçulmanos radicais do Estado Islâmico exigiram que elas se convertessem ao islamismo e negassem sua fé, elas se negaram.
O relato vem sendo divulgado por Andrew White, pastor de uma Igreja anglicana em Bagdá. Ele gravou uma entrevista para o canal OCN, da Igreja Ortodoxa. Relatou diversas histórias sobre a perseguição que os cristãos enfrentam no Iraque e a bravura com que os cristãos estão defendendo sua fé, apesar das consequências.
Quando os soldados do EI disseram: “Repita que você irá seguir somente a Maomé”, lembra White, “As 4 crianças, todas menores de 15 anos, responderam: ‘Não, nós amamos Yesua [forma iraquiano do nome Jesus]. Sempre amamos Yesua e o temos seguido. Yesua sempre esteve com a gente”. Os homens insistiram, mas elas não mudaram de ideia.
Os muçulmanos, em seguida, então decapitaram as crianças diante de todos os moradores da aldeia. “Como você responde a isso?”, questiona o pastor. “Você só pode chorar. Eles são meus filhos… É isso que temos visto e que estamos passando”.
O pastor White relatou sobre a forma como os cristãos são perseguidos em todo o Iraque, especialmente em cidades como Bagdá e Nínive. Ele conta que o Estado Islâmico não tem poupado ninguém.
“Eles mataram um grande número de pessoas. Cortaram crianças ao meio. Cortaram suas cabeças. Multidões estão fugindo para o norte… é muito terrível o que aconteceu”, desabafa. Estima-se que restaram cerca de 250.000 cristãos na região, onde costumavam viver 1 milhão e meio anteriormente.
Relata que muitos cristãos acabam cedendo e afirmando que seguirão a Maomé. A pressão é muito grande. White acredita que não é possível que os cristãos vivam nas áreas sob domínio do EI. Com informaçõesJerusalem Post

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

DIA DO EVANGÉLICO EM JAÇANÃ, FICA MARCADO EM ALGUMAS COMUNIDADES. CONFIRA.









Dia do Evangélico mobiliza milhares de pessoas e diversas ações sociais acontecem ao mesmo tempo, levando beneficio a população do município. veja